Estresse: fatores e formas de combate

A sociedade moderna apresenta ao nosso sistema nervoso novos desafios. O ritmo de vida, problemas ecológicos, conflitos – nem todos organismos estão capazes de suportar tanta pressão, que provoca novos estresses. Nesse artigo vamos definir as principais origens de estresse, opções e efeitos produzidos ao organismo e os métodos de combate.

Techniken Krankenkasse é uma organização na Alemanha que presta serviços de seguro medico, realizou uma investigação sobre o estresse e efeito produzido por mesmo ao organismo humano. Foi revelado que 80% dos alemães estão a sentir estresse permanente. Além disso, o resultado de investigação demonstrou que o nível de processo de estresse está em permanente crescimento. 50% dos questionados responderam que durante últimos anos sua vida tornou-se mais estressada. Segundo estatística as pessoas com idade etária de 30 a 40 anos são mais influenciadas por estresse. Na opinião de psicólogos pessoas dessa faixa etária estão a dividir-se entre careira, família, filhos e ajuda aos pais.

Efeito produzido por estresse ao organismo humano

Os psicólogos consideram o estresse como um dos principais problemas do nosso estado psicológico-emocional. O mesmo provoca depressão, apatia, estado deprimido e outras perturbações psicológicas. Além disso, na opinião dos médicos, estresse estimula o desenvolvimento de outras doenças. Os principais fatores de estresse que produzem efeito ao organismo humano são:

  • Estresse influencia o funcionamento do cérebro. As cientistas da Universidade de Yale, depois de ter examinado mais de 100 pessoas, concluíram: quando uma pessoa se encontra com um problema, tal como, despedimento, divorcio, conflitos com próximos, o volume cerebral na zona responsável por funções fisiológicas e emoções se reduz. Quando o estresse prolonga-se a parte do cérebro não funciona e não responde aos sinais que pode provocar diversos problemas psicológicos-emocionais e psíquicos.
  • O estresse prolongado pode provocar diabetes. Em resultado de uma investigação de cientistas suecas da Universidade de Gotemburgo durante 30 anos foi definido que um estresse prolongado (especialmente aos homens) é capaz de provocar diabetes de segundo tipo. Foi confirmado que doença se desenvolve independentemente de outros fatores – estatuto social-económico, peso, quantidade e frequência de atividade física, presença de doenças cardiovasculares.
  • O estresse pode antecipar o envelhecimento. A parte mais interessante que isso toca às crianças. Segundo os resultados de investigações as células cerebrais de pacientes que sofreram na infância de problemas psicológicos-emocionais, sentiram pressão por parte de adultos ou escárnio de coetâneos, apresentaram sinais de envelhecimento mais rápido, tendo mais doenças na idade adulta.
  • O estresse eleva o risco de insulte e infarto. Os problemas psicológicos-emocionais, tais como estresse e depressão aumentam o risco de doença em 27%. Além disso, pessoas sujeitas ao estresse depois de doença podem ter repetição e doença.
  • O estresse prolongado debilita a imunidade. Quando o organismo humano está sujeito ao estresse, passa a síntese de cortisol, uma hormona de estresse. Quando o estresse é prolongado ou crónico, o sistema imune perde a capacidade de bloquear os viroses e infeções com eficiência. Em resultado o organismo passa a ser mais débil às doenças. Segundo dados estatísticos, uma pessoa com estresse é dificilmente dominará simples constipação.

Emprego é o maior fator de estresse

Em 2014 as cientistas-psicólogos e sociólogos realizaram em Londres uma investigação cujo resultado revelo que pessoal de escritório é menos afetado por estresse comparando com pessoas que tem emprego com elevada carga física. Mais tarde o resultado de investigação foi publicado na revista The Lancet.

Além disso, cientistas finlandeses comprovaram que devido ao estresse laboral uma pessoa envelhece em 20% mais rápido. Acontece que partes de cromossomas de DNA responsáveis pela duração de vida de células e tecidos perdem seu comprimento com idade. Esse processo passa a ser mais rápido quando há estresse no emprego. Assim o processo de envelhecimento se acelera.

Atendimento negativo do estresse é mais perigoso de que o próprio estresse

Um problema não é tao grave como imaginamos. As pessoas estão inclinadas para ter estresses, longos e curtos, com pouco efeito ou graves. No entanto, o resultado provocado por estresse à nossa saúde ou estado depende diretamente do nosso atendimento, da nossa reação. Por exemplo, há pessoas que ficam inquietos por estar muito ocupados, sentindo desconforto por ter muitas tarefas para fazer. Tais representantes da nossa sociedade estão sujeitos ao estresse e, consequentemente, às doenças associadas de forma mais forte. Outras pessoas, apesar de estar sobrecarregadas com trabalho, lidam com isso de forma simples, atendendo isso como uma rotina. O atendimento do estresse é muito importante.

Em resultado, resumindo, a reação moderada e racional à irritação reduz o risco de fenómeno de estresse. Na sua vida cotidiana regularmente lidamos com prováveis fatores de estresse – conflitos, ecologia, ritmo de vida, emprego… É impossível fugir do estresse, mas realmente é possível aprender de lidar com o mesmo e encontrar as partes positivas em situações de estresse. Por exemplo, quando estiver sobrecarregado com varias tarefas para fazer no trabalho, imagina a experiencia que ganhará quando realizar todos os projetos.

Como vencer o estresse

Assim, caros leitores, seguem as dicas e conselhos para combater o estresse.

  • Visão positiva da vida. Não se esquece de sorrir. Um sorriso e risada são piores inimigos do estresse. Vá ao Youtube para encontrar um filme divertido ou uma comédia para desnevar sua alma estressada. Quando uma pessoa se ri o organismo produz endorfinas, as hormonas de alegria, que contribui ao relax e melhoramento de humor.
  • Leitura. Segundo opinião de psicólogos, 6 minutos de leitura de um livro, jornal ou revista é suficiente para relaxar e esquecer os problemas diários, passando ao mundo imaginário de ficção cientifica, aventuras ou romances amorosos, como é do seu gosto.
  • Ligar aos familiares. Falar com amigos e familiares, especialmente pessoalmente, abraços e conversas são melhores remédios contra estresse.
  • Chocolate – panaceia eterna. Segundo dados estatísticos, se durante um estresse comer 50 gr do chocolate negro, o nível de cortisol, responsável por estresse, se cai em 50%.
  • Sonho saudável. Um sonho de 8 horas é um remédio de todas as doenças. O sonho ajuda de equilibrar a excitação nervosa e estabilizar o estado psicológico-emocional.
  • Atividade sica. Quando praticamos ma atividade física, nosso organismo produz endorfina, referida antes. Essa hormona combate a depressão, apatia e estresse.
  • Aprende dizer «O». Frequentemente as pessoas concordam com opinião de outros e aceitando as condições inaceitáveis chegam ao estresse.

Ama a si próprio, seja você próprio, não se preocupa com tolices, não tente resolver problemas globais sozinho, assim, sua vida não terá lugar para estresse. O mesmo seja ocupado por bons momentos!

You May Also Like

Existe alguma diferença entre a comida quente e fria?

Frutos secos: benefícios e desvantagens

Topinambo: benefícios e desvantagens

Cerveja não alcoólica